Odontologia - Relação entre Diabetes e Saúde Bucal

Odontologia - 14.01.2024

Relação entre Diabetes e Saúde Bucal

Doença silenciosa, mas que requer muita atenção.
Doença silenciosa, mas que requer muita atenção.

No Dia Mundial do Diabetes, celebrado em 14 de novembro, a comunidade se une para aumentar a conscientização sobre essa condição que afeta milhões de vidas em todo o mundo. Neste contexto, a conexão intrínseca entre saúde bucal e diabetes tipo 2 ganha destaque, revelando-se um ponto crucial no cuidado integral dos pacientes.

De acordo com o Doutor e Mestre em Periodontia, Dr. Eduardo Saba-Chujfi, professor de especialização em Periodontia na FAOA, “a diabetes agrava e modifica as doenças periodontais, assim como as doenças periodontais agravam e modificam as taxas glicêmicas. É uma relação bidirecional que merece atenção multidisciplinar".

Ele enfatizou que "o biofilme bacteriano presente nas doenças periodontais desencadeia uma resposta imune local que pode impactar não apenas os tecidos bucais, mas também órgãos à distância. O TNF Alpha, por exemplo, tem a capacidade de atacar as células Beta do pâncreas, influenciando a produção de insulina."

O especialista também alertou para a importância do diagnóstico precoce: "O exame de Hemoglobina Glicada é crucial para identificar possíveis quadros de diabetes. Valores acima de 6,0% indicam uma condição preocupante que, se não controlada, pode levar à formação de AGEs e RAGEs, afetando órgãos de maneira irreversível."

Ao abordar a interdependência entre doenças periodontais e diabetes, o Dr. Saba-Chujfi ressaltou que "o tratamento periodontal ou cirúrgico em pacientes diabéticos deve ser realizado com cobertura antibiótica, visando minimizar os riscos associados à resposta imunológica exacerbada."

Fica evidente, com base nessas informações, a necessidade de uma abordagem integrada entre os profissionais de saúde. Colaboração e comunicação entre Cirurgiões-Dentistas, médicos e especialistas são fundamentais para garantir um cuidado completo e eficaz para os pacientes.

Em resumo, a relação entre saúde bucal e diabetes tipo 2 é complexa e de interação bidirecional. Compreender e reconhecer essa conexão é essencial para proporcionar um cuidado holístico, visando não apenas a saúde bucal, mas também o bem-estar geral e o controle adequado do diabetes.